Esta casa foi-me oferecida, em tempos, pela minha namorada como prenda de Natal. Cresceu, sobreviveu e continua a resistir…
É apenas mais um blog que fala de coisas, coisas que, por vezes, estão ligadas ao dia-a-dia de duas mulheres que vivem juntas e acreditam que têm uma vida exactamente igual à da maioria dos casais, apenas com a diferença de lá por casa o tampo da sanita nunca ficar para cima :P


sábado, 10 de outubro de 2009

Delfins

Eu acredito que há músicas, letras, grupos que podem mudar o rumo de vidas.

Há 19 anos, quando precisava que alguém me dissesse que tudo ia correr bem, existia um grupo que através das suas letras me dava a esperança que tanto ansiava. Os anos passaram, e continuei sempre a acompanhá-los, entraram, saíram pessoas, mudaram de tom, é verdade! Mas foram eles que fizeram algumas das músicas da minha vida, A Chama Ardente (que deu início a este blog) será sempre a nossa música.

Hoje fecha-se um ciclo, vou ver um concerto de Delfins pela última vez e não queria deixar de lhes agradecer por, mesmo sem saberem, me terem ajudado a conquistar O Meu Lugar ao Sol.

Obrigada!


Optei por colocar um vídeo do tempo em que comecei a ouvir Delfins, tão novinhos que eles e eu, também, éramos :P

2 comentários:

BalDocas disse...

É verdade também vou ter saudades deles, mas sempre posso ouvir as músicas deles, lembro-me do início deles e de dizerem "mais uma banda", mas afinal foi daquelas que apareceu e marcou o lugar deles.
Vai deixar um espaço vazio.
Mas penso que não será um Adeus, mas sim um Até Já Delfins.

Beijo e bom Domingo

Uma brasileira disse...

Por essas coincidências da vida, há dias estava a pensar no Delfins, que são praticamente desconhecidos no Brasil. Ocorre que há 12 anos, estando eles de passagem por São Paulo, eu os entrevistei para uma revista portuguesa e ganhei um CD de presente. As fotos foram feitas perto de um muro grafitado que existe até hoje. E justamente passando por esse muro, lembrei-me dos rapazes.