Esta casa foi-me oferecida, em tempos, pela minha namorada como prenda de Natal. Cresceu, sobreviveu e continua a resistir…
É apenas mais um blog que fala de coisas, coisas que, por vezes, estão ligadas ao dia-a-dia de duas mulheres que vivem juntas e acreditam que têm uma vida exactamente igual à da maioria dos casais, apenas com a diferença de lá por casa o tampo da sanita nunca ficar para cima :P


segunda-feira, 24 de agosto de 2009

De volta aos assuntos sérios...

Ontem, enquanto jantávamos numa esplanada em Carcavelos, fomos brindadas pela conversa de um grupo sentado na mesa ao lado. O tema era as eleições, percebemos o desinteresse e o desconhecimento generalizado sobre este acto.

Tenho alguma dificuldade em entender que não se exerça um direito alcançado com tanto sacrifício, através do qual podemos contribuir para o rumo do nosso país.

Sei que não votar também é um direito! Mas, assim, não nos estaremos a alhear da nossa responsabilidade, enquanto cidadãos, em decidir por quem queremos ser conduzidos?

Votem à esquerda, à direita, votem ao centro, votem em branco, como forma de protesto contra a política em geral, mas não deixem de votar!

10 comentários:

GRAFIS disse...

Pelo andar da carruagem, parece-me que um destes dias ainda vão perceber pq é que é tão importante votar, nem que seja em branco, como dizes, em sinal de claro de protesto pelo estado actual da politica, dos valores democráticos e do Estado em Portugal, exigindo mudança, especialmente, acabando com os deputados, ministros, secretários de estado, presidentes de câmara, vereadores profissionais, sejam eles quem forem, priveligiando profissionais que participam construtivamente na vida democrática em prol do interesse público.
Ingenuidade?
Parece, mas não é.
É como deveria ser.

pinguim disse...

E depois queixam-se...de quem?...deles próprios, claro!

Fernanda disse...

O voto é secreto...mas votar em brnco neste momento é a minha paixão,...pois então...:))


Beijo e uma boa semana para ambas

B' disse...

Eu, que nem idade tenho para votar, nunca iria prescindir do meu direito ao voto.
Vivemos numa democracia que demorou a alcançar, há que dar voz ao povo, com o voto.
Se estão revoltados, ao menos que votem em branco, isso sim é um sinal de protesto!

Maria Tuga disse...

Votar é importante, mas branco!!!!...é deitar ao lixo. Não vai contar para nada... É lavar as mãos como Pilatos. Com tantos partidos, algum terá que nos dizer alguma coisinha...

AD disse...

Votar é um direito e um dever.

Enquanto cidadãos temos o direito de votar, mas tb temos o dever de participar na vida pública.

O voto em branco é uma forma de expressarmos o não nos identificarmos com o programa apresentado pelas forças políticas. É certo que não "elege" nenhum representante, mas demonstra descontentamento para com as políticas apresentadas.

A abstenção é o negar um direito e uma condição inerente aos cidadãos que vivem numa democracia.

O voto é um instrumento ao serviço dos cidadãos, que lhes permite mudar o rumo dos destinos do país. O problema está em que, muitos desses cidadãos, não percebem (ou não querem perceber) o poder que tem aquela simples cruz no boletim de voto.

rv disse...

concordo plenamente com o este post, e mais, sou mts vezes acusada de ser muito radical m a verdade é q não me dou a discursos sobre o estado do país com pessoas ou amigos q não votam , e eles sabem disso; não tenho paciência p o discurso português de q td está sp mal m poucos são os q protestam ou q têm opinião formada o q ainda é mais grave.É triste m a verdade é o valor da contractação de futebolistas para os portuguêses é mais importante do que olhar para sinalizações vitais nas praias ou execer o seu direito de cidadania para q o país melhore seja lá com q cor fôr.Ainda tinha mais p dizer m como ainda estou de férias é melhor aproveitar.
bjs

Pedrasnuas disse...

CONCORDO PLENAMENTE COM AS IDEIAS GRAFITIS...

ISTO ESTÁ MAL QUE SE FARTA...OU DEMONSTRAMOS O NOSSO DESCONTENTAMENTO OU LIXAM-NOS AINDA MAIS!!!

BEIJINHOS

Marisa disse...

Foi das primeiras coisas que fiz atingida a idade: recensear-me para poder votar. :)

Não percebo como é que as pessoas deixam de votar por comodidade, desperdiçando um direito que tanto custou a conquistar para todos. Se quiserem votem em branco, mas não votar acho até uma irresponsabilidade...

The Swedish Chef disse...

tendo em conta os elevados niveis de abstenção, as pessoas nem se deviam queixar, porque ao que parece, nao lhes interessa para nada quem nos anda a governar.
...