Esta casa foi-me oferecida, em tempos, pela minha namorada como prenda de Natal. Cresceu, sobreviveu e continua a resistir…
É apenas mais um blog que fala de coisas, coisas que, por vezes, estão ligadas ao dia-a-dia de duas mulheres que vivem juntas e acreditam que têm uma vida exactamente igual à da maioria dos casais, apenas com a diferença de lá por casa o tampo da sanita nunca ficar para cima :P


terça-feira, 11 de novembro de 2008

Bairro Alto

Sábado, foi noite de saída até ao Bairro Alto. Ou seja, vivi pela primeira vez a experiência de ser "corrida" às 2 da manhã. Para mim esta medida não faz qualquer sentido, o resultado a que assisti foi à concentração de pessoas na rua a fazerem barulho, uma romaria a sair ao mesmo tempo do bairro e, como consequência, uma infindável fila de carros nas imediações.

Por tudo isto e, acima de tudo, pela tradição que o Bairro Alto tem na diversão nocturna de Lisboa vou assinar a petição Viva o Bairro Alto contra a limitação do funcionamento dos bares até às 2 da manhã.

12 comentários:

Pioio disse...

Também me parece. Há anos que o conceito Bairro Alto é igual, estamos por isso habituados a estar naquelas ruelas até altas horas da madrugada a beber, conversar ou simplesmente passear. Com esta politica penso que todos vamos perder pois senão vejamos: Os bares fecham cedo - menos dinheiro em caixa = prejuizo; as pessoas ficam cá fora - não vão narredar pé mas sim comprar bebidas fora para se reunirem nos mesmos locais a confraternizar = barulho não diminuirá; a confusão irá instalar-se de uma forma mais caótica = todos a sair ao mesmo tempo para os carros; os moradores não terão mais descanso pois certamente o barulho dos grupos de jovens rebeldes far-se-à sentir ainda mais uma vez que não acredito que o público arrede pé com facilidade; ah, e os assaltos são mais propicios no meio da confusão!!! Alguém que me faça ver o lado bom please?!

Pugo disse...

Bem, quando ao Bairro pouco ou nada posso dizer pois como é óbvio não o sinto como vocês. Para mim é apenas mais uma zona de bares... Mas acredito que para quem "amadureceu" e muito conviveu naquelas noitadas, esta situação de fechar cedo é um pouco triste.
Quanto ao barulho continuar sinceramente não acredito... Acho que tudo passa por uma questão de habituação/educação... Se , de facto, passar a ser sempre assim daqui a uns tempos já ninguém se lembra de ficar ali naquelas ruas escuras frias e "mortas" até às tantas!! Isso acontecerá provavelmente só durante este periodo inicial...

+ 1 ponto negativo: Se não houver disposição para após as 02h00 da manhã ir para outro sítio, acabamos por ficar com a noite mais limitada pois somos obrigados a ir para casa cedo!!

1 ponto muito positivo: vai passar a dar mais gosto entrar-se nas discotecas a horas decentes e a casa já estar bem compostinha. Sinceramente de há uns anos para cá que me irrita que a maior parte dos sítios só deixe de estar "às moscas" a partir das 03h da manhã!!!....

Em solidariedade com as minhas amigas da "Mourilândia" já assinei!!!!

:D :D :D :D

Poppie disse...

Não penso que a medida seja completamente descabida. Nós é que nos habituamos a sair de casa tarde para a noite. A medida podia era ter sido aplicada de uma forma mais gradual, porque enxotar as pessoas causa de facto rebelião, mal-estar e sim é propício a mais assaltos. Quero acreditar que a medida tenha sido tomada tendo em conta o sossego dos moradores, porque resolver a criminalidade não vai certamente. Custa-me ter de vir para casa mais cedo, mas também me custaria se morasse lá e dia após dias a confusão aumentasse à porta de casa. O Bairro não seria Bairro sem a boémia que sempre o caracterizou. Apenas terão de ser encontradas novas formas de convivência entre moradores, frequentadores e comerciantes tendo em conta a afluência crescente que se tem verificado nos últimos tempos.

Dantins disse...

Eu compreendo perfeitamente que para os moradores desta zona será muito complicado viver ao lado de tamanha confusão e até horas tão tardias. Só não acredito que seja com esta medida que vão alterar os hábitos dos frequentadores do bairro.
Acredito sim, que alguns bares venham a ter dificuldades para se manter abertos ou mesmo que despedir pessoal devido à redução do horário.
De facto, a noite em Portugal começa a horas impróprias, uma das coisas que me surpreendeu em Londres, foi que às 10 da noite os Bares estão cheios, gostaria que o mesmo acontecesse por aqui.
Mas não será com medidas radicais que se alteram comportamentos.
Penso que a Poppie aponta muito bem a solução:
"Apenas terão de ser encontradas novas formas de convivência entre moradores, frequentadores e comerciantes tendo em conta a afluência crescente que se tem verificado nos últimos tempos"

AD disse...

No Sábado tivemos a (triste) oportunidade de assistir ao vivo e a cores ao encerramento do Bairro Alto às 2h da manhã e, de facto, é incompreensível o porquê da tomada desta decisão. Até porque, recentemente, houve um alargamento dos horários dos transportes públicos que servem aquela zona.

O que verifiquei foi que as pessoas permanecem nas ruas depois do fecho dos bares, bebendo e confraternizando, o que origina um aumento do barulho e da confusão.

Lado positivo? Já se falam em despedimentos dos funcionários dos bares, o sossego dos moradores vai certamente diminuir (o barulho provocado pelas pessoas na rua é maior do que se estas se repartissem pelo interior dos bares) e a insegurança, quanto a mim, vai aumentar.

Se este horário persistir vão estar a matar o espírito do Bairro Alto e um dos ícones da noite lisboeta.

antónio fogaça disse...

n sei se serão os moradores "típicos" do BA a queixaram-se assim tanto. estas pessoas, q sempre lá viveram, convivem com confusão desde sempre. sim, pq o BA n existe há 20 anos. há 30 ou 40 anos atrás o BA era poiso típico de ladrões, prostitutas de rua e chulos e tb havia confusão da grossa. o q acontece é q o BA se tornou um sítio da moda p viver, e tenho p mim q são os novos moradores os mais incomodados...

é verdade, q nós temos hábitos nocturnos diferentes dos nórdicos, mas isso deve-se, não só a uma cultura diferente, mas tb a uma adequação dos nossos horários. eu, pessoalmente, se quiser sair à noite, n consigo estar num bar às 10 da noite. nem imagino q essa possa ser a hora de ponta.

tagarelante disse...

eu n assinei...

e... pronto, n tenho assim grandes e estruturadas para dar... a coisa já "andava a descer" (do bairro para a bica) portanto é expectável q assim continue e q lucrem outros bares mais abaixo q o cais do sodré passe a ser o novo sitio da moda. aliás, já lá há uma série de bares giros...

faz parte da evoluçao das coisas e tal.

Scorpio_Angel disse...

Não sou a maior fã de noitadas em bares e afins, mas parece-me que o modelo de Londres não é de todo o que de melhor há.
Os bares podem estar cheios às 22h mas há muito que o hábito de "beber em 2 horas o máximo que se pode e depois os outros que se aguentem" está associado aos horários de fecho dos bares...

E depois, como já foi bem mencionado, o que se assiste é às "multidões" despejadas dos bares a ficarem nas ruas em continuação da festa e barulho.

Parece-me que melhorar as condições de isolamento acústico e uma maior fiscalização desta e outras leis traria melhores resultados...

Just my 2 cents.

Verónica disse...

Conheci o Bairro Alto e na minha modesta opinião é aquele estado caótico que o caracteriza. Por outro mudam-se os tempos, mudam-se os hábitos,mudam-se as vontades...porque se há-de sair de casa depois da 1h da madrugada?! Concordo com a opinião da dantins. Pode-se começar mais cedo e terminar mais cedo!
Há que pensar nos outros e no respeito que esses outros merecem. As pessoas não são obrigadas a tolerar falta de civismo. É preciso criar hábitos de vida saudáveis .

The Swedish Chef disse...

tenho uma amiga que já viveu no bairro, e dormi por lá várias vezes...uma coisa é certa, o barulho, principalmente no verão, é muito incomodativo para quem viva lá. nos dias que correm, em que as pessoas têm um ritmo de vida alucinante, é complicado descansar, e temos que ver uma coisa. as pessoas que sempre viveram lá...estão velhotas.... :)

Vieira Calado disse...

Viva o Bairro Alto!
Viva a "vida artística!"
Abaixo os "sacristões!"

Cumprimentos

AlmaAzul disse...

Consigam uma solução diferente para o bairro alto e os seus moradores... mas não destruam um dos bairros mais carismáticos do país!