Esta casa foi-me oferecida, em tempos, pela minha namorada como prenda de Natal. Cresceu, sobreviveu e continua a resistir…
É apenas mais um blog que fala de coisas, coisas que, por vezes, estão ligadas ao dia-a-dia de duas mulheres que vivem juntas e acreditam que têm uma vida exactamente igual à da maioria dos casais, apenas com a diferença de lá por casa o tampo da sanita nunca ficar para cima :P


segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Dia Mundial de Luta Contra a SIDA



E porque nesta casa também se escreve sobre coisas muito sérias, deixo uma pergunta no ar:

Consideram que as lésbicas são "imunes" ao vírus da SIDA?

17 comentários:

Dantins disse...

Esta minha pergunta deve-se a uma questão que entendo que as lésbicas, na sua grande maioria, não dão a devida importância: a protecção no acto sexual. Penso que muitas se consideram imunes, não só ao vírus da SIDA, mas também a outras doenças que podem ser transmitidas desta forma.

Caramela disse...

Já muito tinha ouvido essa pergunta. E não sei se quem por cá passa acha que é imune ou não.
Da minha parte a resposta é não. Não somos "imunes" a nada. E o uso de protecção é necessário.

Catarina disse...

Não, ninguém é imune, nem mesmo as lésbicas. Mas confesso que não dou muita importância à protecção, talvez por saber que o risco é muito pequeno.

Lilás disse...

Não,
apenas é imune quem se protege,
e mesmo assim...

tulipa disse...

Acho que ninguém imune...só quem tiver os cuidados e mesmo assim...
um abraço
tulipa

Smile disse...

Não, de modo algum. Nem nós nem ninguém... não se pode continuar a pensar que só acontece aos outros!
E é o que pensa a maior parte da população; como não se consideram um grupo de risco não pensam e nem querem saber.
A protecção é muito importante contra o HIV/Sida e outras doenças transmissíveis, mas também a informação e a educação.
Esta tua iniciativa é de louvar.

Poppie disse...

Infelizmente ninguém é imune. Nem ao HIV/SIDA nem a outra coisa qualquer.

Acid Pig disse...

Ninguém é imune, se encontrarem alguém é bom que façam uma vacina!

mots a la bouche disse...

Ninguém está imune e é muito importante a prevenção.Esta tua iniciativa é de louvar.

Um Abraço

g disse...

Imunes não somos e é bom que se tenha a consciência de que para além desta há outros perigos.
Por isso a prevenção e o cuidado na vigilância deve ser permanente.

Caramela disse...

Bom ver/saber que há tanta gente informada e não se considera "imune" :)
Já agora, aproveito para dizer que tens um desafio pelo meu cantinho (caso decidas aceitar). E bom resto de feriado. ;)

Ana Meca disse...

Imune porquê?
Não corremos os mesmos riscos se não tivermos cuidado?
Haja protecção e cuidado e não só contra o HIV!
È importante que se levantem estas questões, porque são uma forma vasta de informação, dada por pessoas que merecem a credibilidade de quem as visita.
Parabéns

Anónimo disse...

Porque raio é que seriam imunes? Não senhora, não são imunes e o risco não é assim tão pequeno...

Dantins, deixei-te um pequeno desafio no meu blog. Espero que aceites. Beijinho

just me disse...

Ok, no meio de tanta gente tem que existir uma ovelhinha negra... Eheheh!

Por acaso já tinha pensado nesta questão algumas vezes, mas nunca me surgiu a oportunidade de o poder perguntar tão directamente. E mais que a oportunidade de perguntar, a oportunidade de obter resposta. Por isso cá vai!

Não é que ache que alguém seja imune por ter este tipo de relação, nem por isso nem por outra coisa qualquer, mas a questão é: Numa relação assim, que medidas de protecção é que se podem tomar?

Dantins disse...

just me
Para encontrares a resposta à tua questão, deixo-te aqui o link de um folheto que aborda a questão da protecção nas relações lésbicas de uma forma muito directa e sem pudores.

http://ilga-portugal.oninet.pt/pdfs/tu_escolhes.pdf

aNa disse...

Dantins
resta salvaguardar que o vírus não se transmite só a nível sexual. uma mulher até pode tomar todas as precauções em termos de protecção sexual e depois andar a partilhar agulhas e tal com malta contaminada...
embora também me pareça que as lésbicas descuram um pouco a coisa da protecção. mas já reparaste nos preservativos femininos? na segunda deram-nos uns, na rua, e aquilo é uma coisa muito desconfortável e invasiva...
se não tivesse preguiça, até fazia um post sobre isso. talvez...
e quantas haverá, com relações mais abertas e que trocando de parceira com alguma frequência não usando protecção, já fizeram o teste? é que fico com a ideia, pelos dados divulgados, que há muita gente que tem receio de saber o resultado, logo não o faz.
abraço.

just me disse...

Sem dúvida bastante esclarecedora! Obrigado! :)