Esta casa foi-me oferecida, em tempos, pela minha namorada como prenda de Natal. Cresceu, sobreviveu e continua a resistir…
É apenas mais um blog que fala de coisas, coisas que, por vezes, estão ligadas ao dia-a-dia de duas mulheres que vivem juntas e acreditam que têm uma vida exactamente igual à da maioria dos casais, apenas com a diferença de lá por casa o tampo da sanita nunca ficar para cima :P


sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Desencontros / Encontros

A nossa vida é preenchida por desencontros e encontros, quando um desses encontros surge de uma forma inesperada o prazer é redobrado.

No topo das minhas preferências televisivas está a série Sete Palmos de Terra, tendo seguido religiosamente todos os episódios. O último passou em Julho de 2007, altura que me encontrava de férias no Algarve. Quando estava preparada para o ver, fui desafiada por uma amiga para ir beber um copo. Como não podia recusar, liguei para o meu pai para me gravar o episódio.

No dia seguinte recebi um telefonema:
- Desculpa, mas enganei-me e gravei a RTP1.
Ao que respondi (com um sorriso amarelo):
-Não tem mal, eles depois repetem.

De regresso ao trabalho sondei todos os colegas para saber se alguém tinha gravado, mas não! Com grande amabilidade tive uma colega que me fez um resumo, contudo não é a mesma coisa.

Mas, eu tinha razão eles repetiram!

Voltaram a dar a última temporada nas Noites da 2. Como dava tarde, optei por gravar o derradeiro episódio. No dia seguinte, com grande ansiedade comecei a vê-lo, estava tudo a correr bem, mas comecei a reparar que a cassete estava a chegar ao fim e o episódio nem por isso.

Aconteceu! Inesperadamente a cassete acabou. Mais uma vez não vi o fim da série. Pensei, não há problema vou comprar a série. Porém, tenho andado a adiar a compra…

Ontem, estava a viajar pela net e fui a um blog que frequento assiduamente, o dos The Gift, e vi o último post “Natal 2007 – ver vídeo”, cliquei e…


Eis que surgem os últimos 6 minutos dos Sete Palmos de Terra!

Não podia acreditar no “encontro” que estava a ter! Nem sei bem porquê, chorei compulsivamente durante todo o vídeo!

Moral da história: quando menos esperamos as coisas boas vêm ter connosco e o sabor de as desfrutar é inigualável!

3 comentários:

amarfate disse...

Olá,só um reparo são últimos 6m29s e deixou-nos com votade de ver esta série (apesar da Margarida dizer "...mas morrem todos...") só vendo é que vamos perceber o contexto.

jinhos

amarfate

Rebeca disse...

Posso dizer que para mim foi o melhor momento televisivo que já vi...

Dantins disse...

Rebeca - Sem dúvida é a série da minha vida. Obrigada pela visita, a qual já retribui.